sabor da cidade
sabor da cidade

Colunas


FOTO

Coluna "Zé Pimenta"
Um passeio pelos restaurantes, bares, lanchonetes e fast-foods revelam muitas coisas certas e erradas (José Francisco Alecrim Pimenta, o Zé Pimenta, escreve quinzenalmente para o Sabor da Cidade.
    


Pressa ou faltam pratos e copos?

 (12/11/2014)Todo garçom deve sempre considerar que presta um serviço (diga-se, de muita importância) ao cliente. Como já observamos neste espaço, ele é o contato principal entre o estabelecimento e seu público. Independente dos pratos servidos, das porções e bebidas, é o garçom o primeiro canal de comunicação entre o cliente e o estabelecimento. Um mau atendimento, de imediato, reflete na relação entre o local e o cliente que, possivelmente, vai buscar outras opções de uma próxima vez.

E é bastante comum depararmos com garçons não tão bem treinados, que acabam por desagradar aos clientes com ações em momentos inadequadas. Dias atrás estive em um restaurante e foi irritante a pressa com que o garçom queria retirar copos (ainda com bebida) e pratos da mesa. A ação aparentava que o restaurante estava necessitando dos copos e pratos, ou seja, não os tinha em quantidade suficiente para atender aos clientes. Ninguém quer ficar em uma mesa suja, mas isso não significa a necessidade de retirada de pratos, talheres e copos a todo momento.

Claro que este é apenas um exemplo do que todos nós observamos em restaurantes, lanchonetes e bares. Existem muitas outras situações em que o garçom pode evitar aborrecimento ao cliente se observar melhor o momento de recolher e o momento correto de se apresentar à mesa para a formulação de novos pedidos. Retirar da mesa um copo ainda com bebida porque trouxe um outro não vai deixar o cliente contente. Ao contrário.

Cabe ao garçom atender com toda a educação e respeito, informando e, principalmente, esclarecendo o cliente para que não tenha quaisquer dúvidas a respeito do prato que chegará em instantes.

Se essa educação cabe ao garçom, o mesmo se deve dizer em relação aos clientes. Eles devem tratar o atendente com educação e respeito, fazer o pedido claramente para que não haja motivo de mal-entendido. Os profissionais estão lá para que nós sejamos bem atendidos. Afinal, merecemos. E tenho dito!

 
OUTROS ARTIGOS DE "Zé Pimenta"

Não às batatas 
Cadê o garçom? 
Sanitário exige muito cuidado 
Pressa ou faltam pratos e copos? 
Lanche só a dinheiro. Não aceitamos cartões. Por quê? 
Intimidade desnecessária 
As desagradáveis mesas molhadas 

 

 
COLUNAS

FOTO
Coisa de CinemaMuitos filmes usam o tema gastronomia
FOTO
Comidinha de vovóReceitas diversas da vovó.
FOTO
Tempero CertoCondimentos que dão mais sabor a cada prato
FOTO
Zé PimentaCríticas e sugestões de gastronomia na cidade
 
SABOR DA CIDADE

Contato
Telefone (15) 9-9113-2823
Email: redacao@sabordacidade.com.br