sabor da cidade

RECEITAS
bolos
doces
salgados
lanches
molhos
churrasco
saladas
vegetarianas
peixes
sorvete
bebidas
minha receita

 
 
NOTÍCIAS


 
  

    HOME>>EDITORIAS>> NOTÍCIAS
'Redondinha'
Pizzarias de shopping apostam no consumidor sozinho
Pizzarias de shopping apostam no consumidor sozinho


27/09/2014  

Comer uma pizza, quase sempre, significa uma reunião de família ou de amigos, em função do tamanho dela. Quando está sozinha, normalmente a pessoa prefere solicitar outros pratos ou lanches, considerando o serviço de entrega em domicílio. A não ser que a pessoa esteja próximo a uma pizzaria e esta ofereça a pizza em pedaços ou então no tamanho chamado de "brotinho".

Uma "brotinho" significa exatamente a metade do tamanho convencional e privilegia a forma arredondada. Nas praças de alimentação dos shoppings a comercialização de "brotinho" e em pedaços está disseminada, em razão de facilitar para a pessoa que está sozinha ou que deseja consumir pizza enquanto quem a acompanha quer outro prato. Em alguns estabelecimentos, a pizza é oferecida em oito ou em quatro pedaços, preservando-se a forma de disco. O que difere é o leque reduzido de sabores de cardápio para que haja rapidez no atendimento aos pedidos.

Rafael de Souza, 19 anos, gosta da facilidade que a pizza menor ou em pedaços permite. "Eu não compraria uma pizza grande para comê-la sozinho. Venho aqui, minha namorada come lanche e eu uma pizza de quatro pedaços", diz ele.

Tradição

O brasileiro tem no consumo de pizza uma tradição e há até o Dia da Pizza, comemorado em todo dia 10 de julho. Mas não era assim até relativamente pouco tempo. As pizzas são pratos trazidos ao país pela colônia italiana. No entanto, a primeira notícia de comercialização se deu no bairro do Brás, em São Paulo, na década de 50 do século passado. A partir daí, outras cantinas passaram também a prepará-las e comercializar. A popularização fez então surgir as pizzarias em todo o Estado e, depois, em todo o país. Em praticamente todas as cidades brasileiras, particularmente as do eixo Sul-Sudeste, há pelo menos uma pizzaria. Sem contar que as padarias também preparam e vendem pizzas em pedaços.

Rodízio começou na década de 70 

Em São Paulo, na década de 70, começaram os rodízios de pizza. O primeiro a apostar no sistema em que a pessoa pagava um terço do valor de uma pizza para consumir quantos pedaços desejasse foi o comerciante Sérgio Della Crocci. Ele criou esse sistema na pizzaria que abriu no bairro Pari, na Capital. Surgiu, então, o Grupo Sérgio, com várias filiais inauguradas em bairros paulistanos. Com os anos, o grupo foi perdendo a freguesia e não resistiu aos anos 90.

Adolescentes na década de 70, Adriano Coelho, Osmar e Osvaldo Ribeiro e Cássio Lima iam sempre, aos sábados, aos rodízios de pizza do Grupo Sérgio, inicialmente no Pari, juntamente com outros amigos. "Era um grupo grande e nós comíamos muito", conta Cássio. Segundo ele, na saída "sempre conversávamos sobre o número de pedaços que cada um havia comido. Uns falavam em 13, 15 e até mais. Dá uma saudade desse tempo."

 
 

 


MAIS ACESSADAS
Lata do Leite Moça muda 16 vezes desde 1921
Entrevero no arado fica delicioso
Cuidado com as calorias do prato feito
Hoje é dia do pão de queijo, delícia a qualquer hora
Sodiê dá desconto no bolo Gelado de Abacaxi em outubro
Delicioso arroz de braga surgiu em Santos. Veja como fazer
Piracanjuba lança creme de leite e leite condensado zero lactose
Projeto na Câmara proíbe venda de bebida alcoólica em posto de combustível
Kibon lança a linha Seleções Gelato em quatro sabores
Inovação e criatividade são apostas das cervejas artesanais
Que tal uma coxinha com o osso da coxa do frango?
Árvores frutíferas podem ser cultivadas até em apartamentos
18 de maio é o Dia Nacional da Coxinha. Veja receita desta delícia

SABOR DA CIDADE

Contato
Telefone (15) 9-9113-2823
Email: redacao@sabordacidade.com.br

  


icone
REDES SOCIAIS
FACEBOOK