sabor da cidade

RECEITAS
bolos
doces
salgados
lanches
molhos
churrasco
saladas
vegetarianas
peixes
sorvete
bebidas
minha receita

 
 
NOTÍCIAS


 
  

    HOME>>EDITORIAS>> NOTÍCIAS
Educação e alimentação
Qualidade da merenda influencia aprendizado dos alunos
Qualidade da merenda influencia aprendizado dos alunos
Lidiane é idealizadora do projeto Crescer e Semear, em Santa Catarina (foto - Divulgação)


22/04/2019  
Todos os anos, cerca de 40 países se reúnem em um Fórum Global de Nutrição Infantil, para discutirem sobre inovações na alimentação escolar, a fim de proporcionar mais qualidade nutricional às merendas. Está mais do que comprovado cientificamente que, uma criança que se alimenta bem, tem melhor desempenho escolar. E isso não se baseia apenas em quantidade calórica, mas em qualidade de nutrientes e vitaminas, com composições balanceadas.

Além disso, a melhoria na alimentação também favorece o aumento da frequência escolar, já que muitas vezes, em países como o Brasil, a merenda é a única refeição do dia, de muitas crianças. Nosso país é o 119º no Ranking Mundial da Qualidade de Educação e esta medição é feita, de acordo com o tempo em que o aluno ocupa uma vaga na escola. Quanto maior o número de reprovações, mais vezes estes mesmos alunos entrarão nesta estatística.

A criança que se alimenta adequadamente, melhora a capacidade de aprendizagem, capacidade física, atenção, memória, concentração e a energia necessária para trabalhar o cérebro. Assim sendo, o poder público tem que levar em consideração que, para melhorar a nossa posição no ranking, não adianta apenas mudar a estratégia de educação, se não for adotado um cardápio mais saudável nas escolas, preparando os alunos para receber este ensino.

Mesmo porque, o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) assegura os direitos das crianças, tanto quanto qualquer outro cidadão, pela Constituição Federal, como cidadãs brasileiras. Países com renda per capita menor que a do Brasil, como Suíça, Finlândia e Cingapura, conseguiram reverter o quadro, através da mudança na alimentação.

Baseada em todos estes dados, a chef funcional Lidiane Barbosa, realiza o Projeto Crescer e Semear, dentro das escolas públicas de ensino infantil, durante todo o ano letivo, com o objetivo de fortalecer esta busca incessante, por uma alimentação mais saudável.

"O desenvolvimento social das camadas mais carentes do nosso país não diz respeito somente ao poder público, quando a sociedade entender que todos somos responsáveis, a transformação acontecerá de maneira permanente e sustentável, trazendo o desenvolvimento socioeconômico tão almejado por todos. O melhor lugar para iniciar a transformação é através da educação das crianças, sendo as informações alimentar e nutricional fundamentais para que os pequenos possam atingir todo seu potencial. Educando e informando as crianças tomarão decisões mais conscientes e irão se tornar cidadãos mais preparados para o desafio de construir uma nação melhor."

A finalidade é repensar a alimentação, incentivar hábitos saudáveis, aproveitamento total do alimento e, principalmente, ensinar brincando, de forma leve, gostosa e divertida. A criança bem alimentada terá mais disposição e melhor desenvolvimento no processo de aprendizagem, de suas habilidades, crescendo um adulto saudável e ativo.

Presidente e idealizadora do Projeto Crescer e Semear (desde 2015), realizado pela ong Instituto Alice Henrique de Campos Gonçalves, também presidido por Lidiane, só em 2018 atendeu 4.500 crianças, 50 merendeiras de 13 escolas públicas da cidade de Blumenau/SC. Crescer e Semear é um projeto social, sem fins lucrativos.
 
 

 

 Receitas Similares:


MAIS ACESSADAS
Entrevero no arado fica delicioso
Lata do Leite Moça muda 16 vezes desde 1921
Cuidado com as calorias do prato feito
Sodiê dá desconto no bolo Gelado de Abacaxi em outubro
Hoje é dia do pão de queijo, delícia a qualquer hora
Del Valle entra no segmento 100% suco, sem corante e conservante
Delicioso arroz de braga surgiu em Santos. Veja como fazer
Kibon lança a linha Seleções Gelato em quatro sabores
18 de maio é o Dia Nacional da Coxinha. Veja receita desta delícia
Piracanjuba lança creme de leite e leite condensado zero lactose
Queijo parmesão Piracanjuba vence concurso nacional
Que tal uma coxinha com o osso da coxa do frango?
Prepare este delicioso bacalhau da Noruega de Páscoa

SABOR DA CIDADE

Contato
Telefone (15) 9-9113-2823
Email: redacao@sabordacidade.com.br

  


icone
REDES SOCIAIS
FACEBOOK