sabor da cidade

RECEITAS
bolos
doces
salgados
lanches
molhos
churrasco
saladas
vegetarianas
peixes
bebidas
minha receita

 
 
NOTÍCIAS


 
  

    HOME>>EDITORIAS>> NOTÍCIAS
Reaproveitamento
Projeto de reutilização de resíduos de maracujá é premiado


20/10/2014  

Em parceria com a Embrapa Agroindústria de Alimentos e a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), o empresário Sandro Reis, da Indústria Extrair, desenvolveu um projeto de reaproveitamento de resíduos de maracujá, que venceu o prêmio CREA-RJ de Meio Ambiente.

A premiação busca valorizar ações que preservem o meio ambiente, protejam os recursos naturais e contribuam para o equilíbrio ambiental, gerando qualidade de vida para a população.

A indústria Extrair de produção de óleo de maracujá capta as sementes sujas com restos de cascas, polpa e arilo, nas indústrias de sucos e polpas da fruta, instaladas no Estado do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. Então, limpa e purifica as sementes por meio de um processo inédito desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) e Embrapa, que reduz a quantidade de água e energia utilizada, evitando fermentação e deterioração do óleo extraído.

Este óleo produzido é comercializado para indústrias farmacêuticas e cosméticas do Brasil e do exterior. O resíduo resultante do processo é destinado às indústrias cosméticas como esfoliante, evitando, assim, o descarte no ambiente.

"Esse é um prêmio para toda a equipe do projeto Arranjo Produtivo Local do Maracujá, coordenado pelo pesquisador Sérgio Cenci, da Embrapa Agroindústria de Alimentos. A nossa intenção é ampliar o projeto e reaproveitar as sementes das indústrias de produção de sucos e polpa de maracujá de todo o Brasil, para gerar mais emprego e renda, tanto na indústria quanto no campo, e assim reduzir o impacto ambiental da cadeia produtiva", afirma Sandro Reis.

A Extrair já planeja ampliação e automatização de sua linha de produção. Recentemente, aprovou mais um projeto de inovação junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) para o aproveitamento do farelo desengordurado da semente, resultante da extração do óleo, gerando um produto de alto valor nutricional para a indústria alimentícia. Esse farelo possui compostos antioxidantes, é rico em proteínas e fibras alimentares, não possui glúten, podendo substituir em até 25% a farinha de trigo na fabricação de bolos, pães e biscoitos integrais.

 

Fonte - Embrapa

 
 

 

 RECEITAS SIMILARES:


MAIS ACESSADAS
Bolo leva arroz no lugar da farinha de trigo e é sem leite
Patê de frango com cenoura é ótimo no lanche de pão de forma
Bife de panela de pressão ao molho madeira é fácil de fazer
Este pacu pode ser assado no forno ou na churrasqueira
Salada colorida de ervilha fica deliciosa e é bem fácil
Veja como preparar uma saborosa batida de frutas
Rosquinha crocante fica pronta em 20 minutos
Cocada de forno é fácil de fazer e fica deliciosa
Este prato delicioso é com sardinhas em lata
Tambaqui fica uma delícia assado e recheado com farofa

 CONFIRA MAIS NA EDITORIA NOTÍCIAS:

Festa e gastronomia
Macapá, única capital cortada pela linha do Equador, faz 257 anos
Macapá, capital do Amapá, completou 257 anos nesta quarta (4/2). Cidade tem gastronomia baseada nos peixes e outros frutos da água. Confira o camarão no bafo.

Projeto pioneiro
Cobre tem ação antimicrobiana e já está em carrinho de supermercado
O cobre, conhecido metal com ação antimicrobiana, faz parte de projeto pioneiro em carrinho de supermercado, em São Paulo. A iniciativa agrada aos clientes.

Uva e laranja
Del Valle entra no segmento 100% suco, sem corante e conservante
Em embalagens tetra pak de 1 litro e de 250 ml, a Coca-Cola Brasil lançou o Del Valle 100% Suco, nos sabores uva e laranja. O açúcar é da própria fruta.

 

SABOR DA CIDADE

Contato
Telefone (15) 9-9113-2823
Email: redacao@sabordacidade.com.br

  


icone
REDES SOCIAIS
FACEBOOK